Entre a emoção e o comportamento de nossos filhos(as)

Hoje eu vou tratar de um assunto que mudou completamente a minha forma de educar a minha filha e me trouxe resultados tão incríveis que eu não poderia deixar de compartilhar com os papais deste site!

Infelizmente temos pouquíssimo acesso a informação sobre o mundo das emoções e nem somos ensinados sobre a importância da interação emocional entre pais e filhos para o equilíbrio da criança ou adolescente.

Reflitam um pouco sobre: O que você faz quando o seu filho está com os ânimos alterados? Como você se sente quando o seu filho se comporta mal, se jogando no chão do mercado, fazendo birra na frente dos seus amigos, quebrando um brinquedo por raiva? Quando o seu filho adolescente bate a porta, grita ou é desrespeitoso?


Leia também:


 

Entenda as emoções das crianças

Como você age quando o seu filho chora porque um brinquedo quebrou ou porque quer um novo brinquedo?

Como você lida com as emoções do seu filho, especialmente as emoções negativas?

Pois é. Chegou a hora de você dar mais atenção ao universo das emoções. Talvez, inclusive, para você pai, tenha chegado a hora de quebrar velhas crenças de que o homem não pode deixar transparecer as suas emoções. É bem possível que você tenha que avaliar o seu mecanismo de sentir emoção e agir na emoção, para depois conseguir ajudar o seu filho.

Manaus-Amazonas-autoritarismo-delinquentes-pesquisa_ACRIMA20120222_0067_15

Aja no comportamento

Note que eu destaquei as palavras “O que você faz” e “como você se sente” na reflexão proposta. Primeiro você precisa refletir sobre como interage com as suas emoções, quais comportamentos ela gera e, principalmente, qual o impacto do seu estilo emocional na vida do seu filho, para depois conseguir ser o educador emocional dele.

No âmbito das emoções, o seu papel de pai é o de perceber os sentimentos do seu filho, compreendê-lo, tranquiliza-lo e guia-lo.

E aqui vem a grande sacada:

Toda emoção é legítima e deve ser respeitada, mas nem todo comportamento é. E você, pai, precisa separar a emoção do comportamento sempre que estiver interagindo com o seu filho.

 

*Autor: Jacqueline Vilela Gomes Kikuti, Administradora e Master Coach, Coaching para Pais e Filhos: Dar ferramentas aos pais para ajudar os filhos na escolha profissional e aos jovens a oportunidade de descobrir os talentos e contribuir com o Mundo. E-mail: jacqueline@laboratoriodetalento.com.br

camisetas 4daddy

 

 

Facebook Comments