7 de dezembro de 2016 4daddy

Osteoporose e infância: existe alguma relação?

Osteoporose e infância: existe alguma relação?

Já ouviu falar sobre osteoporose infantil?! A prática de exercícios físicos vem aumentando cada vez mais na população e está presente na rotina dos pais desta geração; muito mais presente do que a geração dos nossos pais ou avós. Você faz exercícios físicos? E o seu pai? E o avô? Hoje em dia vive-se muito mais do que antigamente e o grande desafio é viver com qualidade, com saúde.

A osteoporose é uma doença que acomete os ossos e que na prática deixa o osso mais frágil, mais “poroso” e susceptível a fraturas. São vários os fatores envolvidos para desenvolver a doença: fatores genéticos e ambientais que acabam por alterar tanto o pico de massa óssea como a perda dessa massa. E é sobre o pico de massa óssea que vamos falar agora.

osteoporose

A osteoporose é uma doença que acomete os ossos e que na prática deixa o osso mais frágil.

Os nossos ossos passam por um processo de crescimento e aumento de massa começando lá na vida intrauterina e acelerando na puberdade. Passado este período existe um aumento mais lento da massa óssea que atinge um pico e, acredite, começa a reduzir por volta dos 35 anos mais ou menos. Como eu evito essa redução? Ainda não existe uma maneira de evitar este processo uma vez que ele faz parte do envelhecimento. Então quer dizer que começamos a envelhecer com 35 anos ou até menos? Sim. O envelhecimento é variável tanto na população como também no seu organismo. Os seus ossos começam a envelhecer num momento, a sua pele em outro, os músculos, os tendões, todos os tecidos acabam envelhecendo em diferentes momentos de nossas vidas. Quando a redução de massa óssea for muito maior do que o normal e esperado caracteriza-se a osteoporose.

________________________________________________________________________________

Leita também:

________________________________________________________________________________

osteoporose

Neste início de nossas vidas o momento mais oportuno para aumentarmos a massa de nossos ossos e reduzir, lá na frente, o risco de desenvolver osteoporose e fraturas.

Exercício Físico: o grande aliado

Nesse grande quadro de envelhecimento, massa óssea, crescimento e desenvolvimento, surge um grande aliado: o exercício físico. A criança desde pequena deve praticar essa atividade para aproveitar a fase de maior crescimento ósseo (infância e puberdade). É neste início de nossas vidas o momento mais oportuno para aumentarmos a massa de nossos ossos e reduzir, lá na frente, o risco de desenvolver osteoporose e fraturas.

Alimentação balanceada (cálcio do leite e seus derivados, proteínas, vitaminas, especialmente a vitamina D), atividades ao ar livre, principalmente com exposição à luz solar (a luz do sol induz a absorção da vitamina D que está na nossa pele), tudo isso faz com que a criança tenha um desenvolvimento maior dos ossos e sempre com uma qualidade de vida melhor.

Terminando a nossa conversa não devemos esquecer que para solidificar uma idéia nada melhor que o exemplo, então, Pais: comecem a praticar exercícios com seus filhos; sejam o exemplo! Os benefícios serão incontáveis.

*Autor: Marcelo Cordeiro dos Santos, Médico Fisiatra, Médico formado pela Santa Casa de São Paulo, especialista em Medicina Física e Reabilitação. Pós-graduando em Nutrologia e Fisiologia do Exercício. E-mail: marcelomedico@uol.com.br

,

Comment (1)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WC Captcha 7 + 3 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Contact

Let's Work Together.

Let’s find out how to work together and create something meaningful or valuable.

+1(001) 123 4567

Design by
Marcel Moerkens

Verified by MonsterInsights