10 dicas práticas de diversão com seu filho(a)

“Não sei brincar com meus filhos, como faço?”, você já deve ter feito ou ouvido essa reclamação desde que se tornou pai. Na verdade, é uma queixa comum, pois a criança não vem com um manual de brincadeiras e cada idade, requer um tipo de estímulo e nível de regras compatível com sua capacidade motora e cognitiva.

diversão em família

Mas independente dessas condições, algumas dicas são de ouro para que você se divirtam juntos. Vamos lá?

1)    Coloque-se em uma posição que demonstre interesse pela criança. Se ela está no chão, não fique em uma altura superior à ela. Se ela está na cama, você pode se sentar no chão, por exemplo. Encontre uma altura onde os seus olhos fique da altura de sua criança.

2)    Pergunte se você pode brincar com ela e se ela pode te explicar sobre aquela brincadeira.

3)    Limite-se mais a ouvir e receber do que a dar ordens e colocar regras.

4)    Dispa-se dos seus preconceitos. Não existe medo ou vergonha na terra da brincadeira. Tudo vale desde que seja divertido.

5)    Use o mundo da fantasia, da imaginação e do faz de conta. Imite bichos, personagens, coloque a sua veia cômica em prática e se jogue nas brincadeiras.

6)    Não existe certo e errado, não tenha medo de não saber fazer algo, demonstre sua humildade, peça desculpas e tente de novo. O risco faz parte do jogo. As crianças não têm medo de errar, sabem que podem voltar à vez e repetir de novo até acertar.

________________________________________________________________________________

Leia também:

________________________________________________________________________________

7)    Tente resgatar a criança criativa que ficou lá na sua infância. O mundo adulto é realista e competitivo demais. Deixe-o de lado. Volte às suas origens. Lembre-se de como era divertido e qual brincadeira gostava de fazer. Pergunte para sua criança se ela quer aprender a brincar e ensine um jogo novo para ela.

8)    Assuma essa sua dificuldade (e fique tranquilo – todos os adultos sentem esse desconforto – pois fomos treinados a ser assertivos e produtivos). Diga para sua criança ter paciência com você.

9)    Descubra qual brincadeira que você se sente mais confortável e comece com essa. Com o tempo, irá ganhar confiança para brincar do que quer que seja.

10) Por fim, esteja disponível, entregue, aberto, com sinceridade e muito amor. Aproveite esse tempo para conversar, trocar olhares, carinho e afeto.

Pode ser que a sua criança também não saiba como brincar com um adulto. Já pensou nisso? Então, relaxe e boa diversão

*Autora: Mayra Luna, Mulher, mãe, criativa, pitaqueira, comunicadora, diretora de arte, escritora e facilitadora. Acredita na criatividade como meio de desenvolvimento e transformação pessoal. Site: www.chacompitaco.com/

camisetas 4daddy

Facebook Comments