A retirada da fralda

Este é um tema que sempre aparece em conversas com os pais, educadores e outros que cuidam de crianças pequenas. Muitas vezes o “desfralde” acontece primeiro em casa e não na creche, no berçário. Em outras situações é na creche que a criança já não usa fralda, mas ela é mantida em casa.

O importante é que todos os espaços que a criança pequena frequenta tenham a mesma postura. Afinal, a criança é a mesma e podemos evitar confusões, como: “porque lá posso e em outro lugar não?”.

E quando se deve começar este processo?

A melhor época para se iniciar a retirada das fraldas tem a ver com as capacidades que a criança precisa desenvolver para iniciar este processo mais que sua idade cronológica.

A retirada das fraldas só deve começar depois que se tornaram evidentes os sinais de que a criança está pronta, do ponto de vista neurológico e emocional. E o que significa estar pronta? Quais são esses sinais? Por volta dos dois anos de idade, várias etapas do desenvolvimento da criança começarão a se apresentar em conjunto.

A criança neste momento:

  • Domina a locomoção, podendo andar até o piniquinho ou troninho e sentar-se nele sozinha;
  • Possui certo controle esfincteriano, consegue adiar sua necessidade, mesmo que por poucos instantes; os horários de evacuação começam a ficar um pouco mais regulares;
  • Percebe sua necessidade de fazer xixi e cocô e começa a avisar o adulto;
  • Compreende palavras e conceitos sobre o uso de seu “piniquinho”;
  • Imita os adultos e coleguinhas;
  • Começa a colocar as coisas em seus devidos lugares e, então, vai ser ensinada sobre o lugar apropriado para seu xixi e cocô;
  • É capaz de atender a duas ou mais ordens – de manter em sua mente duas ordens sequenciais.

Quando estiver pronta, a criança realizará o esforço de segurar e buscar o lugar adequado. Neste momento, ela saberá reconhecer o “peso” que sente na barriga e controlar os músculos que eliminam o xixi e o cocô.

O controle dos esfíncteres implica, então, maturidade neurológica para ser capaz de controlar a musculatura da bexiga e dos esfíncteres e maturidade emocional para tolerar o desconforto de segurar o cocô, esperar e buscar o peniquinho ou a privada, adquirindo os hábitos do mundo adulto.


Leia também:


Avanços e Retrocessos na Retirada das Fraldas

A educação do controle do xixi e do cocô pode durar semanas ou até meses. Para que a criança conquiste definitivamente o controle dos esfíncteres é preciso que ela seja respeitada em seu ritmo.A criança pode sentir-se mais estimulada, se o educador puder associar a aprendizagem ao crescer e não ao desprazer: para crescer é preciso aprender a fazer.

O cocô e o xixi são as primeiras produções independentes da criança e têm um significado emocional. São produtos que saem de dentro dela, aos quais ela atribui sentidos fantasiosos diversos.

Nessa área, a autonomia é fundamental; nada poderá ser alcançado sem o envolvimento e o empenho da própria criança.

Continuem acompanhando o portal 4Daddy, e traremos mais matérias sobre tema “Fraldas”!!!

*Autora: Silvia Gomara Daffre, Psicóloga, assessoria para primeira infância. Mestre em Psicologia na Educação pela PUC e Child Development pela University of London. Trabalha com Primeira Infância desde 2002. Contato: www.silviamaterne.com.br

camisetas 4daddy

Facebook Comments