Conheça alguns alimentos que melhoram as funções cognitivas do seu filho

Quando uma criança nasce, os pais normalmente se deslumbram com o novo membro familiar. O tempo passa, e as obrigações vão começando a surgir, e uma dessas obrigações, são os  estudos. Há algum tempo atrás, era comum a maioria das mães colocarem os seus filhos no colégio aos 6 anos de idade.

Hoje em dia é um pouco diferente, pois normalmente a criança com 4 anos já está sendo alfabetizada e devidamente doutrinada. Porém, é comum o relato de muitas mães alegando uma certa dificuldade notória que o filho encontra para absorver as informações passadas pelos professores.  Em muitos casos, doenças como Dislexia por exemplo, pode atrapalhar a criança no processo de aprendizagem.

Se o teu filho passa pelo mesmo problema, o ideal é procurar um médico e averiguar este evento. Todavia, existem alguns alimentos que ajudam a melhorar as funções cognitivas do cérebro. Esses alimentos possuem nutrientes que são tidos como “amigos do cérebro”.


Clique AQUI e  assista a uma entrevista exclusiva das educadoras Roberta e Taís Bento explicando os principais motivos do baixo desempenho de crianças e adolescentes nos estudos e como lidar com esse problema. 


Veja a seguir, uma lista com alguns dos principais. Procure associá-los à alimentação do teu filho, pois com certeza tais alimentos serão de grande valia.

Alimentos que melhoram as funções cognitivas

Azeite de oliva– o azeite é um dos principais alimentos para o consumo, segundo a Organização Mundial da Saúde. Este alimento contém vários nutrientes produtivos, como é o caso da Vitamina E. Esta, por sua vez, trata-se de um antioxidante que, age beneficamente no cérebro, eliminando possíveis toxinas danosas, que ajudam a danificar os neurônios.

Nozes– as nozes são alimentos indicados para o teu filho, por conter antioxidantes que previnem o envelhecimento do cérebro. Esses mesmos antioxidantes são tão benéficos no processo de rejuvenescimento, que inclusive, muitos dermatologistas indicam alimentos contendo antioxidantes, a fim de precaver o temido envelhecimento precoce da pele. Em suma, se os antioxidantes evitam o envelhecimento do cérebro, eles também atuam beneficamente na pele e em outras partes do corpo.


Leita também:


Peixes– os peixes de água salgada, como sardinha, atum e salmão, dispõem de uma gordura saudável, que no caso é a ômega 3. Esta gordura é um ácido graxo que potencializa a memória, além de atuar em várias outras localidades do corpo.

Espinafre– o espinafre possui bastante Ferro, mineral este essencial para a manutenção do cérebro. Sabe  aquela história de que o personagem do anime “Popeye” come espinafre para ficar forte? pois então, seria uma boa ideia usar esse pretexto para o teu filho, a fim de incentivá-lo a ingerir o alimento, se logicamente, ele assistir e entender o desenho citado anteriormente.

Ervilha– dentre os nutrientes amigos do cérebro, podemos citar o Zinco. Este mineral se encontra presente na composição nutricional da ervilha. Dado isso, procure dar ao teu filho, pelo menos 200 gramas de ervilha semanalmente; o ideal é sempre mesclar os vegetais, afim de evitar a monotonia.

Ovo– o ovo é tido como o segundo melhor alimento do mundo. Além de proteger a visão do teu filho, por possuir colina e luteína, o ovo também se  destaca por atuar no cérebro, justamente por ter o conhecido Zinco. Aproveitando a oportunidade, gostaríamos de desmistificar a afirmação de que o ovo aumenta o colesterol; na verdade, o ovo é rico em colesterol, mas, é o HDL, que é o colesterol bom para a saúde.

Sobre a quantidade de ovo a ser ingerida, não há sinceramente, nenhuma restrição quanto a isso. Creio que 2 ovos diários não é um exagero. Até porque o ovo é o segundo alimento mais rico em nutrientes, então, não consumi-lo seria um erro grotesco. Todavia, se o teu filho manifestar alergia ao consumo de ovo, aborte a utilização de tal alimento, e procure um pediatra o mais brevemente.

Semente de abóbora– a semente de abóbora é um dos alimentos que mais possui Magnésio. O Magnésio é benéfico ao cérebro, por atuar na transmissão de impulsos nervosos. E isso faz com que a criança tenha uma melhor desenvoltura no colégio.

Outro detalhe importante: esses alimentos citados anteriormente, não apenas melhoram a capacidade da criança aprender e memorizar. Os nutrientes envolvidos, melhoram o cérebro de uma maneira literal. Então, além de aprender com mais facilidade os ensinamentos, com absoluta certeza, o teu filho não sentirá aquela preguiça exacerbada durante os estudos, o que é ótimo principalmente para as crianças que estão sendo introduzidas no universo da educação infantil.


Aprenda dicas práticas para o seu dia-a-dia, baseado nas experiências das educadoras Roberta e Taís Bento em psicopedagogia e em estudos em neurociência cognitiva, para superar a dificuldade de seu filho(a) nos estudos e lições de casa. Clique AQUI e saiba mais!


*Autor: Vagner Carvalho, estudante de farmácia e colunista do blog ilovesaude.com

camisetas 4daddy

 

Facebook Comments