Alimentação e nutrição para fertilidade masculina

Esse post é dedicado aos aspirantes a PAPAIS, ou a aqueles PAIS que estão tentando o segundo, e mais filhos(as). Apesar de não termos uma dieta específica que aumente a fertilidade, diversos estudos mostram que os casais inférteis geralmente tem concentrações vitamínicas e minerais diferentes daquelas dos casais férteis! E que, quando a alimentação é corrigida, existe de fato melhora no processo reprodutivo. Entretanto, essa não é nem de longe cura ou tratamento, ok? Os estudos ainda não são unânimes e não sabem dizer se este efeito protetor da alimentação acontece para todos ou apenas para aqueles que apresentam fatores de risco (como fumar e obesidade), ou que já estavam com carência nutricional anterior.

De todo modo, sabemos que a boa alimentação tem parte nisso, e não custa deixar essa parte sem desalinhos antes de engravidar, não é? Vamos hoje falar sobre o que há de mais novo sobre os nutrientes e a fertilidade!

 Quem pode ajudar? Vitamina A, C*, E*, Co-enzima Q10, zinco e selênio (Estudos ainda sem consenso!)

Como podem ajudar? Estes nutrientes participam dos processos de formação celular do espermatozóide e ajudam porque combatem os radicais livres e otimizam a produção de hormônios sexuais! Os estudos mostram que ter os níveis adequados destes antioxidantes se relaciona com a melhor qualidade na estrutura do esperma, melhora na motilidade e concentração dos espermatozóides. Especialmente para quem fuma ou é obeso, estes nutrientes parecem ter um efeito ainda melhor, tentando proteger o organismo contra os danos do tabaco.


Leia também:


Onde eu encontro esses nutrientes?

Vitamina A e Carotenóides

A vitamina A é encontrada em alimentos de origem animal, principalmente leite e derivados, fígado e ovos. Já carotenóides (que se convertem em vitamina A no organismo) são encontrados nos vegetais verdes escuros e alaranjados/amarelados/avermelhados como: espinafre, couve, cenouras e etc.

Vitamina C

A vitamina C está presenta principalmente nas frutas cítricas como: acerola, laranja, caju, limão, morango, abacaxi e etc.

Vitamina E

A vitamina E é encontrada nos óleos e oleoginosas: óleos de trigo, girassol, avelãs, amendoim, azeite, pistache e etc.

Zinco e Coenzima Q10

Presentes em alimentos de origem animal como carnes, aves e peixes. Mas também podemos encontrar, em menor quantidade, em alimentos vegetais como feijão e cereais.

Selênio

Encontrado principalmente na castanha do Brasil, mas também presente em cogumelos, frutos do mar e vegetais verdes escuros.

Sugestões de menu para fertilidade

Em outro post, conversaremos sobre a influência da nutrição nos processos de infertilidade, certo?! Mas só pra pontuar, é importante saber que: a infertilidade é classificada pelos órgãos de saúde como falta de gestação clínica ou hormonal após 12 meses de relações sexuais sem uso de qualquer método contraceptivo. Nas mulheres, questões ambientais como endometriose, doença celíaca, obesidade e a dieta podem estar envolvidas com as causas da redução da fertilidade. Para os homens, fatores externos como álcool, drogas, cigarro e dieta inadequada podem também interferir.

receitas-saudaveis-ebook

Bom, você aprendeu que nutrientes como Vitamina A, C*, E*, Co-enzima Q10, zinco e selênio podem ajudar a favorecer a fertilidade nos homens pois combatem os radicais livres e otimizam a produção de hormônios sexuais* além de estarem relacionados com a melhor qualidade do esperma, melhora na motilidade e concentração dos seus “nadadores”.

Mas como inserir todos estes nutrientes na alimentação? Aqui a gente oferece algumas dicas de combinações de alimentos para garantir estes nutrientes nas refeições:

Café da manhã

Opção 1: Leite com café + frutas picadas com mel (ex: blueberry e morango) +  castanhas do Brasil + Pão de cereais diversos (a base de castanhas e sementes de girassol) com ovos mexidos ou queijo quente!

Está com pressa? Que tal consumir todos esses nutrientes de uma só vez?

Opção 2: Faça uma vitamina com leite, amêndoas, gérmen de trigo e laranja e mamão.

Opção 3: Misture iogurte com Granola (de preferência caseira, com flocos de aveia, castanhas, damasco seco), kiwi e mel.

Almoço/Jantar:

Opção 1: Um bom prato de arroz com feijão carne, peixe ou frango e salada variada (sugestão: brócolis, cenoura ralada, agrião, beterraba, azeite, limão cravo e sementes de girassol) já resolve!

Opção 2: Um sanduíche: Beirute de pão folha ou sírio integral com hommus (pasta de grão de bico) e azeite e gergelim, kafta de carne, rúcula e pistache + gomos de limão para espremer

Opção 3: Para dias mais leves:  Peixe assado com crosta de pistache + purê de ervilha + salada de agrião com gomos de manga, romã e azeite.

Vale lembrar que este não é um menu engessado! São apenas SUGESTÕES para combinar nutrientes em seu cardápio. Você pode variar, substituindo alimentos dos grupos de nutrientes apresentados acima.

Posso suplementar?

Pode, o suficiente para manter seu organismo saudável, não como medicação. Suplementação com antioxidantes apenas em casos específicos, que dependem da sua alimentação, dos seus fatores de risco e do seu estado nutricional. O ideal é consumir tudo via alimentação saudável, você viu acima como é fácil encontrá-los nos alimentos! Apenas o seu nutricionista e médico podem te aconselhar se a melhor opção para você é a suplementação.

Portanto, você futuro papai, comece a se preparar para isso hoje e caprichar na alimentação! =)

Gostou? Então capriche na sua alimentação, e aproveite para mostrar seus dotes culinários e impressionar com aquele menu especial a futura mamãe!

 Fontes:

Nutrients. 2016 Feb; 8(2): 87

Iran J Reprod Med Vol. 10. No. 4. pp: 343-348, July 2012

PLoS One. 2015 Feb 25;10(2):e0116660.

Cent European J Urol. 2013;66(1):60-7

Scientific Reports | 6:24737

Sci Rep. 2016 Apr 26;6:24737.

Asian Journal of Andrology. 2016;18(3):410-418.

*Autoras: Parceria do site de assessoria nutricional Mestre Cook Assessoria.

Aline Rissatto, Nutricionista e gastróloga, formada pelo C. Univ. São Camilo e certificada pela escola de gastronomia Le Cordon Bleu – Paris, em Cuisine e Pâtisserie. Pós graduada em Cozinha Brasileira pelo SENAC. Docente do curso de gastronomia da Faculdade Mário Schenberg. Atuou por 3 anos em projetos de educação nutricional e sustentável para escolas públicas e particulares de São Paulo, com oficinas culinárias infantis em parceria com profissionais formados em técnica clown pelos Doutores da Alegria. Ministra cursos áreas de nutrição e gastronomia, além de realizar eventos gastronômicos. Autora das receitas do livro “Gourmet & Sustentável: Cozinhando com as Partes não Convencionais dos Alimentos”. Apresentadora do programa “Receita de Família”, transmitido pela TV Cultura. 

Maria Beatriz, Chiaradia, Nutricionista e mãe do Lorenzo (alérgico à proteína do leite de vaca). Graduada pelo Centro Universitário São Camilo, especialista em Nutrição Clínica em Pediatria pelo Instituto da Criança (HC-FMUSP). Possui cursos de amamentação e de educação nutricional na infância e adolescência. Trabalhou durante 6 anos na área hospitalar; atualmente faz acompanhamento nutricional em consultório para o público materno-infantil, adultos e idosos. Sua principal área de atuação é alimentação infantil – do nascimento à adolescência, alergias e intolerância alimentares, nutrição aplicada às doenças e vegetarianismo.

Rachel Machado, Nutricionista, formada pelo C. Univ. São Camilo, especialista em Nutrição clínica (HC-FMUSP) e pediatria (EPM/UNIFESP), Mestre em Ciências da Saúde e doutoranda em Pediatria (EPM/UNIFESP). Docente do curso de pós graduação em Nutrição Materno-Infantil do Instituto de Metabolismo e Nutrição (IMEN) e parte da equipe do Centro de Dificuldades Alimentares do Instituto PENSI/Hospital Infantil Sabará, estuda e coordena pesquisas nas áreas de dificuldades alimentares na infância, obesidade infantil e alimentação saudável na adolescência. Atua também no atendimento clínico de público materno-infantil.

camisetas 4daddy

Facebook Comments